como guardar criptomoedas

Transcrição do vídeo abaixo.

Introdução

Criptomoedas, indiferentemente, Bitcoin ou Altcoin, são moedas digitais, e não podem ser armazenadas em sua carteira normal, pois não são objetos físicos e, por enquanto, também não podem ser armazenadas em um banco comercial comum. Na verdade, seria uma péssima ideia se você decidir fazer isso.

Mas então, como armazená-las, quais são as formas seguras de fazer isso? Quais são os diferentes tipos de carteiras de criptomoedas e como elas funcionam?

Essas são apenas algumas das perguntas que responderemos neste vídeo. Portanto, certifique-se de curtir e se inscrever, e não se esqueça de ativar o sininho para não perder nenhum novo vídeo da Odisseia Crypto. E se você é fã de verdade, participe do nosso grupo do Telegram e nos siga no Instagram, links na descrição.

A Blockchain

Para entender uma carteira de criptomoedas, devemos primeiro entender o que é a blockchain. Não entrarei em detalhes aqui, pois já abordamos isso em outro vídeo, link para ele na descrição.

Mas, para este vídeo, tudo que você precisa saber é que o blockchain é composto por blocos e endereços. Os blocos são usados para armazenar informações de transações e são criados por mineradores, que recebem recompensas por isso.

E os endereços são sequências únicas de números e letras que se referem a um destino específico na rede para onde a criptomoeda pode ser enviada e recebida. Isso significa que cada endereço na rede é como uma conta bancária para ativos criptográficos.

Os endereços Bitcoin, por exemplo, começam com ‘1’ ou ‘3’ ou ‘bc1’ e têm de 26 a 35 caracteres alfanuméricos.

Chave privada e chave pública

Um endereço é composto por uma chave privada e uma chave pública, ambas são códigos criptografados, mas cada uma serve a um propósito diferente.

A chave privada é usada quando você precisa enviar fundos de um endereço. Funciona como uma senha secreta que permite ao usuário assinar uma transação de criptomoeda e transferir fundos para outro endereço. Portanto, se você não possui as chaves privadas, não controla os fundos armazenados nesse endereço.

É daí que vem a notória frase: “Não são suas chaves, não são suas moedas”.

Embora a maioria das criptomoedas funcione de maneira semelhante quando se trata de carteiras, você não pode enviar um Bitcoin para um endereço Altcoin. E por falar em altcoins, uma ótima maneira de trocar criptomoeda por criptomoeda é usando a Coinvertlly. Coinvertlly é uma Exchange de criptomoedas sem custódia, o que significa que você controla suas chaves, onde pode facilmente trocar suas moedas por outras moedas sem precisar criar uma conta ou registrar nada, o processo é totalmente anônimo. Tudo o que você precisa fazer é visitar o Coinvertlly.com, selecionar a moeda que você quer trocar, o valor que deseja trocar e a moeda que deseja receber em troca. Em seguida, basta seguir as instruções na tela, onde você será solicitado a informar o endereço de destino, que é a carteira para onde deseja que suas novas moedas sejam enviadas. A Coinvertlly gerará um endereço de depósito exclusivo, onde você enviará as moedas das quais está trocando e, em alguns minutos, receberá suas novas moedas enviadas para sua carteira de destino. A Coinvertlly também oferece a possibilidade de comprar e vender criptomoedas usando seu cartão de crédito ou até mesmo Transferência Bancária Global (SEPA ou SWIFT). Visite Coinvertlly.com hoje e comece a negociar!

Agora de volta às chaves. Diferentemente de uma chave privada, uma chave pública é, como o nome sugere, pública! E é usado toda vez que o usuário deseja enviar fundos para o endereço dessa chave.

Aqui está um exemplo. Digamos que você precise enviar 1 bitcoin para seu amigo João. João fornece a chave pública do endereço bitcoin dele. Você então envia 1 bitcoin para esse endereço e assina essa transação usando sua chave privada, para que a rede possa validar que 1 bitcoin saiu de sua conta e foi para Jerry’s.

Carteiras Crypto

Então isso significa que uma carteira nada mais é do que um endereço? Bem, você pode pensar assim, mas para ser mais preciso, não. Uma carteira não armazena a quantidade real de criptomoedas que um usuário possui, mas mantém as chaves privada e pública e, portanto, permite que os usuários acessem suas participações armazenadas em um endereço.

Você pode criar quantas carteiras quiser. De fato, a maioria das pessoas que possuem criptomoedas usa várias carteiras para garantir a máxima proteção no armazenamento de suas criptomoedas.

Quando você cria uma carteira, geralmente obtém uma frase mnemônica, também conhecida como frase semente, que representa sua chave privada. “Mnemônico” significa apenas um auxiliar de memória, como rimas, abreviações e músicas que ajudam você a lembrar de outra coisa. Uma frase mnemônica é um grupo de palavras, geralmente 12 ou mais, criadas quando uma nova carteira é criada. Perder esta frase significa perder o acesso à sua carteira, portanto, suas chaves privadas e, finalmente, perder o acesso aos seus fundos. Como as criptomoedas são descentralizadas, não há autoridade central ou banco que você possa usar para tentar recuperar o acesso aos seus fundos. Você é seu próprio banco.

As carteiras são apenas um software que armazena sua chave secreta, que é sua frase mnemônica, e permite que você gaste suas moedas. Por exemplo, se você criar uma carteira em seu telefone, armazene seu mnemônico com segurança em um pedaço de papel. Se você jogar seu telefone no oceano, para nunca mais ser visto, basta comprar um novo telefone, baixar o aplicativo de carteira novamente, inserir sua semente mnemônica e recuperar o acesso aos seus fundos. Observe que nem precisa ser o mesmo aplicativo, você pode usar um diferente.

O mesmo vale se alguém tiver acesso às suas chaves privadas ou à sua frase mnemônica, isso significa que agora eles têm acesso aos seus fundos e podem fazer o que quiserem.

O ponto chave aqui é: evite a todo custo perder suas chaves privadas ou frase mnemônica. Ninguém pode ajudar se você fizer isso.

Tipos de carteiras crypto

Agora vamos entender como funcionam os diferentes tipos de carteiras e para que servem cada uma delas.

Carteiras quentes

A opção mais básica e mais fácil que você tem é armazenar suas criptomoedas na plataforma ou exchange pela qual você as comprou. Estes são referidos como carteiras quentes.

A vantagem de usar uma carteira quente é que é a forma mais básica de começar, você não precisa criar sua própria carteira e cuidar dela, e facilita a troca de seus ativos, uma vez que eles já estão no exchange, e também são rápidos e fáceis de usar, especialmente para iniciantes em criptomoedas.

Os contras são que você realmente não possui suas chaves, pois elas estão de posse da exchange. E um ataque a essa exchange pode comprometer seus fundos, bem como se a exchange agir de má fé.

Apenas para lembrá-lo, a Coinvertlly.com não retém seus fundos, portanto, esses riscos não estão presentes ao negociar nessa plataforma.

Carteiras virtuais

Uma carteira virtual oferece alta usabilidade e boa segurança ao armazenar seus fundos em seu computador ou smartphone. Você tem acesso imediato à sua criptografia e controle total sobre suas chaves privadas. Esta solução cria um único arquivo de carteira, onde as chaves privadas são armazenadas. Para maior segurança, este arquivo também é criptografado, o que significa que uma senha personalizada pode ser usada para acessá-lo.

Os problemas são que ele pode ser potencialmente hackeado se você perder o acesso ao seu telefone ou computador. E também pode ser vulnerável, como uma carteira quente, quando conectada à internet, principalmente em wi-fi público.

Carteira física

Carteiras físicas, de hardware, são extremamente seguras e provavelmente a melhor maneira de armazenar criptomoedas para a maioria das pessoas. Suas chaves privadas são armazenadas em um dispositivo de hardware protegido por criptografia. Como as chaves são armazenadas diretamente no dispositivo e não podem ser lidas em texto simples, é quase impossível para os invasores obtê-las, mesmo que seu computador esteja infectado por um vírus.

Para garantir que as carteiras de hardware não sejam comprometidas de forma alguma antes de comprá-las, você nunca deve comprar carteiras de hardware usadas e sempre comprá-las diretamente de fabricantes confiáveis.

As desvantagens de usar uma carteira de hardware são o preço e que não são tão convenientes quanto os outros tipos de carteiras mencionados anteriormente.

Carteira de papel

A ideia de uma carteira de papel é simples, mas não é fácil de conseguir, principalmente de forma totalmente segura. Com uma carteira de papel você vai gerar sua própria chave privada e pública, existem sites gratuitos que podem te ajudar a fazer isso. Tudo o que você precisa fazer é imprimir uma versão do código QR de suas chaves e armazená-las em um local seguro.

Os problemas são que você pode ser hackeado no momento em que está criando suas chaves no site, ou no momento em que está enviando os arquivos para impressão, ou por um malware que mora no seu computador. Além disso, não há absolutamente nenhuma maneira de recuperar sua carteira caso você perca esse papel.

As carteiras de papel, juntamente com as carteiras de hardware, também são chamadas de carteiras frias, em contraste com as carteiras quentes mencionadas anteriormente.

Encerramento

Agora você já sabe quais são as formas mais seguras de armazenar suas criptomoedas, bem como os prós e contras de cada uma delas.

Você também aprendeu o que são chaves públicas e privadas e para que são usadas. Mas o mais importante, você aprendeu que se você não possui suas chaves, não tem controle sobre seus fundos.

Muitos outros tópicos foram mencionados no vídeo que mal tocamos em sua superfície. Se você quiser entrar em mais detalhes sobre eles, verifique a lista de vídeos relacionados que deixamos na descrição. E sinta-se à vontade para comentar o que quiser ver aqui na Odisseia Crypto.

Se você gostou do vídeo, não se esqueça de nos informar clicando no botão curtir e compartilhando sua opinião nos comentários abaixo. E se este vídeo foi útil para você, certamente será útil para seus amigos, compartilhe o vídeo e divulgue a palavra! Vejo você na próxima!

Continue lendo

Comentários